sexta-feira, 14 de outubro de 2016


 Ilustração Troche

Um barco sem porto
Sem rumo, sem vela
Cavalo sem cela
 

Um bicho solto, 
cão sem dono
Menino 
um bandido

Às vezes me preservo
Noutras suicido


Zeca Baleiro

terça-feira, 11 de outubro de 2016



Foto Darren Whiteside


guitarras
salas
vento
chão

que dor no coração

caetano veloso
 

segunda-feira, 10 de outubro de 2016


 Foto Bill Garvin


Os livros na estante
já não têm mais tanta importância.

Do muito que li, 
do pouco que sei,
nada me resta

A não ser
a vontade de te encontrar
o motivo eu já nem sei

Léo Jaime
 

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Foto Vyacheslav Mishchenko



Desde que recebi vosso recado sobre
esse encontro as nuvens e as estrelas foram vagarosas, os relógios mudos,
as horas eternas.

Ana Miranda in Boca do Inferno 

quarta-feira, 5 de outubro de 2016



Foto Alkis Konstantinidis

Eu, que podia criar outros seres, 
não encontrava meios de libertar-me da existência.

Murilo Rubião

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Foto Simone Gallego (Rio Taruma-AM)



Uma gota de chuva
A mais, e o ventre grávido
Estremeceu, da terra.
Através de antigos
Sedimentos, rochas
Ignoradas, ouro
Carvão, ferro e mármore
Um fio cristalino
Distante milênios
Partiu fragilmente
Sequioso de espaço
Em busca de luz.

Um rio nasceu.

Vinícius de Moraes in Antologia Poética.




segunda-feira, 3 de outubro de 2016


E na vida algum motivo pra sonhar


ter um sonho todo azul


azul da cor do mar


Tim Maia

fotos Simone Gallego
 

 Foto Vaslly Fedosenko


O mundo está cheio de coisas engraçadas; quem se quiser distrair não precisa ir à Pasárgada do Bandeira, nem à minha Ilha do Nanja; não precisa sair de sua cidade, talvez nem da sua rua, nem da sua pessoa! (Somos engraçadíssimos, também, com tantas dúvidas, audácias, temores, ignorância, convicções…).

Cecília Meireles

domingo, 2 de outubro de 2016



 Ilustração Troche

Somos a surpresa do tempo, que nos cerca com suas correntes. 
De nós renasce o pássaro que pousa no lugar mais alto.

Nei Duclós