terça-feira, 30 de janeiro de 2018

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018


 Foto Dan Istitene


Nem vou lhe cobrar pelo seu estrago
Meu peito tão dilacerado

Chico Buarque

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

a fulô do meu jardim virou estrela!


 Jasmim


Mera luz que invade a tarde cinzenta
E algumas folhas deitam sobre a estrada
O frio é o agasalho que esquenta
O coração gelado quando venta
Movendo a água abandonada
Restos de sonhos sobre um novo dia
Amores nos vagões, vagões nos trilhos
Parece que quem parte é a ferrovia
Que mesmo não te vendo te vigia
Como mãe, como mãe que dorme olhando os filhos
Com os olhos na estrada
E no mistério solitário da penugem
Vê-se a vida correndo, parada
Como se não existisse chegada
na tarde distante, ferrugem ou nada.

Orlando Moraes - Djavan

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018


 Foto Ahmad Al-Essa


De onde vêm a esperança,
a sustança 
espalhando o verde dos teus olhos pela plantação?
Ô, ô
Vêm debaixo do barro do chão

Gilberto Gil



quarta-feira, 17 de janeiro de 2018


Foto Faisal Alnomas

 

Sem flutuar e sem tocar o fundo
Sempre sós


Herbert Vianna

domingo, 7 de janeiro de 2018

Pra ela, com amor!

 



Filha da poesia
Mãe da minha emoção
Sombra dessa magia
Luz da minha razão

Jorge Vercillo

sábado, 6 de janeiro de 2018



Lá vem o poeta 
com sua coroa de louro
agrião, 
pimentão,
 boldo
O poeta é a pimenta do planeta

Herbert Vianna - Wally Salomão


quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Foto Yannis Behrakis


Se as portas da percepção forem abertas, as coisas surgirão como realmente são, infinitas…


William Blake

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018


 Foto Simone Gallego


...então vamos lá fora plantar no seu quintal um pé de nós dois?

Marcelo Jeneci